Lula perde processo de danos morais movido contra delegado da Lava Jato

O ex-presidente queria R$ 100 mil em danos morais do delegado Filipe Pace, da Lava Jato. O delegado apenas citara Lula num relatório da PF, afirmando ser ele o “amigo” numa planilha de Marcelo Odebrecht – o que foi confirmado pelo próprio, aliás. Lula é réu no caso.

Diz o juiz Carlo Mazza Britto Melfi, da 5 Vara Cível de São Bernardo do Campo, em São Paulo: “Não há dúvida alguma de que a autoridade policial agiu com lisura, em regular atividade ligada à presidência de inquérito de fatos correlatos, justificando suas atividades com a transparência inerente às suas relevantes funções”.

 

Deixe uma resposta